Fandom

Wiki Acampamento Meio-Sangue

Mitologia Grega

309páginas
nesta wikia
Adicione uma página
Falar0 Share

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Hefestus.png Hefesto ainda está trabalhando em Mitologia Grega

Este artigo ainda não está terminado, seja porque se trata de um material que ainda está para ser lançado ou é um trabalho em andamento. Como tal, algumas das informações podem mudar.


O conjunto das histórias maravilhosas da vida dos deuses e heróis gregos chama-se mitologia. Mitologia Grega é um conjunto de mitos e ensinamentos pertecentes à Grecia Antiga. Os gregos era politeístas, isto é, adoravam vários deuses, acreditando que esses deuses tinham formahumana, embora fossem mais belos e poderosos que os homens, imortais e possuidores de poderes mágicos. Os deuses gregos revelavam também qualidades e defeitos semelhantes aos dos seres humanos: apaixonavam-se, sofriam, conheciam aventuras e desventuras e os Gregos falavam deles como se fossem pessoas: contavam a história da sua vida, as suas lutas, sentimentos...

InícioEditar

Tudo era escuro no início, nada existia; era uma era de caos. Gradualmente a mãe-terra (Gaia) foi ganhando forma até criar o mundo. Ela teve um filho Urano, que era o céu. Os dois tiveram filhos juntos Com a chuva vieram as plantas e os animais que se formavam das gotas que caíam nos oceanos e rios. Também surgiram monstros de muitos tamanhos, formas e feitios. Entre estes monstros havia três que tinham apenas um olho, bem no meio da testa, e chamavam-se de Ciclopes. Urano foi muito mau para eles, tratava-os cruelmente e baniu-os para o Submundo.

Mais tarde começaram a aparecer seres com forma de humanos, mas enormes. Estes gigantes eram os Titãs e foram os primeiros deuses e deusas. Gaia não conseguia perdoar ao seu filho Urano pela maneira como ele tinha tratado os Ciclopes e encorajou os Titãs, liderados por Cronos, para se revoltarem. Eles atacaram e venceram Urano e assim ficaram no poder.

Do sangue de Urano cairam 3 gotas de sangue na Terra e assim nasceram as Eríneas. Estas eram espíritos de vingança e revolta, com cabeça de cão e asas de morcego. Elas perseguiam assassinos, principalmente aqueles que matavam familiares. Uma outra gota caiu no mar e criou espuma e da espuma apareceu a deusa Afrodite .

Cronos casou com a sua irmã, Réia e tornou-se rei dos Titãs. Tiveram cinco filhos, mas Cronos, avisado que um deles o mataria, engoliu-os todos assim que nasceram. Para salvar o seu sexto filho, Réia enganou Cronos, dando-lhe uma pedra enrolada em roupa de bebê e escondeu a criança entre algumas deusas menores, chamadas de Ninfas, que criaram a criança em segurança. Esta criança era Zeus. Quando cresceu, Zeus regressou a casa disfarçado e colocou uma poção na bebida de Cronos, fazendo com que ele se engasgasse e morresse. As crianças que tinha engolido foram tossidas, sãs e salvas. Eram as irmãs Hestia, Demeter, Hera e os irmãos Hades e Poseidon.

Uma batalha feroz então teve lugar. Zeus libertou os Ciclopes que fizeram relâmpagos para ele arremessar. Fizeram também um tridente para Poseidon e um capacete mágico para Hades que fazia com que quem o usasse ficasse invisível. A maior parte dos Titãs e Gigantes ficaram do lado de Cronos. Depois de uma terrível luta, os deuses mais novos sairam vitoriosos.

Os Titãs foram banidos e um deles, chamado Atlas, teve como castigo segurar para sempre os Céus. Zeus virou Senhor dos Céus e rei de todos os deuses. Poseidon consagrou Senhor dos Oceanos e Hades tornou-se dono do Mundo Inferior.


ErasEditar

Era do OuroEditar

Primeira raça. Semelhante aos deuses. Sua vida era uma seqüência constante de prazeres. Conviviam em perfeita harmonia. Sem cansaço, doença ou dor. Após longos anos de felicidade, a morte vinha como um suave adormecer. No fim foram todos destruídos como punição pelos terríveis erros dos titã Cronos.

Era da PrataEditar

Zeus criou a terceira geração. Homens muito altos e fortes. Guerreiros destemidos. Moldados em bronze, tinham armas do mesmo material. Tudo era de bronze pois homens ainda não haviam descoberto como trabalhar o ferro. Não cultivavam a terra. Viviam da caça e da coleta. Ficaram arrogantes e vaidosos, cheios de tolo orgulho e uniram-se para tomar o monte Olimpo. Novamente Zeus matou a todos.

Era do BronzeEditar

Zeus criou a terceira geração. Homens muito altos e fortes. Guerreiros destemidos. Moldados em bronze, tinham armas do mesmo material. Tudo era de bronze pois homens ainda não haviam descoberto como trabalhar o ferro. Não cultivavam a terra. Viviam da caça e da coleta. Ficaram arrogantes e vaidosos, cheios de tolo orgulho e uniram-se para tomar o monte Olimpo. Novamente Zeus matou a todos.

Era do Heróis e semideusesEditar

A quarta geração veio ao mundo com Hércules, Teseu, Orfeu, Jasão, Aquiles, Agamêmnon e todo o exército de heróis da mitologia grega. Seus atos corajosos originaram o nome da geração: Idade Heróica. Mais justos e mais nobres do que as gerações anteriores, recebiam freqüentemente a visita dos deuses do Olimpo que se misturavam entre eles compartilhando suas alegrias e tristezas. Muitos heróis e nobres eram filhos de algum deus e estes os protegiam. Grandes cidades floresceram neste período: Atenas, Micenas, Esparta, Creta, Corinto, Maratona... A geração de heróis foi derrubada. Muitos tombaram nas sete portas de Tebas, combatendo pelas riquezas do rei Édipo, e muitos morreram na luta que se travou durante dez anos nos muros de Tróia. Quando todos morreram Zeus os enviou para a Terra dos Bem-Aventurados.

Era do FerroEditar

A idade mítica chegou ao fim. Zeus gerou da terra a abundante geração de ferro, que ainda habita a terra em nossos dias. A vida é difícil para estes homens. Tem de trabalhar para sobreviver, enfrentando problemas e provas. Nem os deuses parecem amá-los, pois retiraram-se para o Olimpo. Distribuíram algumas alegrias, mas o mal sempre excede o bem e obscurece a vida dos homens. A quinta geração vive com a lembrança da que a precedeu. A era mítica deixou uma rica herança cultural para os seus sucessores. Suas histórias ainda foram contadas por Homero, Sófocles, Hesíodo, Eurípedes, Ésquilo e tantos outros. A mitologia grega, em sua maior parte, concentra-se na quarta geração e, a partir do nascimento da quinta, já não há mais mitologia.

Deuses, Monstros e MitosEditar

Principais Deuses Primordiais:Editar

CaosEditar

A primeira divindade a surgir no universo, portanto a mais velha das formas de consciência divina. 

Gaia Editar

Gaia é a mãe-terra, surgiu gradualmente depois do Caos

TártaroEditar

 O Tártaro é personificado por um dos deuses primordiais, nascidos a partir do Caos Suas relações com Gaia geraram as mais terríveis bestas da mitologia grega, entre elas o poderoso Tifão.

UranoEditar

Filho de Gaia e Deus védico do Céu e da Noite. 

Titãs Orignamente eram filhos de Gaia e UranoEditar

  • Oceano, o rio que circundava o mundo.
  • 'Céos', titã da inteligência.
  • 'Crio,' titã do frio e inverno assim como dos rebanhos e das manadas, esposo de Euríbia (filha de Pontos) e pai de Palas, Perses e Astreu Hiperião.
  • o fogo astral e a visão e titã do leste.
  • Jápeto, senhor do oeste, esposo da oceânide Clímene e pai de Prometeu (ancestral da raça humana).
  • Atlas (que foi condenado por Zeus a sustentar a Terra em seus braços para sempre).
  • Epimeteu.
  • Menoécio.
  • Cronos, titã do tempo, que destronou Urano e foi rei dos titãs.

Filhos de CronosEditar

  • Hera, deusa da fidelidade e rainha do Olimpo.
  • Hades, deus do mundo inferior onde se localizam ambos, o Tártato e os Campos Elísios.
  • Deméter, deusa da agricultura e da fertilidade, conhecida também por rainha dos trigais.
  • Poseidon, deus dos oceanos.
  • Zeus, rei dos deuses, rei do Olimpo.

Ciclopes gigante de um olho só.Editar

Atuais DeusesEditar

ZeusHome.jpg

Zeus ficou com o ceu

ZeusEditar

Senhor dos céus, rei dos deuses. Casado com sua irmã Hera. Era representado como homem forte e barbado, de aspecto majestoso, com um raio na mão sobre uma águia.

Afrodite

É a deusa do amor e da beleza. Hefesto recebeu-a como esposa, mas esta, incapaz de lhe ser fiel, procurou o amor de Ares, de quem teve Eros. Amou também Hermes, Dioniso, Anquises (de quem teve Eneias) e Adonis.

AresEditar

Deus da guerra, presente em todos os combates. Era representado como um guerreiro completamente armado, acompanhado por um galo. Fiel apaixonado de Vênus.

ApoloEditar

Deus das Artes. O deus mais venerado depois de Zeus. Identifica-se com o Sol - daí ser chamado também Febo (brilhante) - e o ciclo das estações do ano...

ArtemisEditar

Filha de Zeus e da irmã de Apolo. Deusa da caça e da castidade é representada num coche, tirada por corças, armada de arco e flechas com setas e uma meia-lua sobre a cabeça.

AtenasEditar

Deusa da Sabedoria e da guerra justa possuía uma disposição pacífica, representando a preponderância da razão e do espírito sobre o impulso irracional. Deusa protectora de Atenas e outras cidades da Ática. Acredita-se que ela era originalmente a deusa-serpente de Creta. Imagem guerreira, com capacete, lança, escudo e couraça.

Poseidon PI.jpg

PoseidonEditar

Deus dos mares era filho de Cronos, deus do tempo, e Réia, deusa da fertilidade e irmão de Zeus e Hades. É representado como um homem forte, de barbas brancas, com um tridente na mão e acompanhado de golfinhos e outros animais marinhos.

HefestoEditar

Deus do fogo. Patrono dos ferreiros e dos artesãos em geral, é responsável, segundo a lenda, pela difusão da arte de usar o fogo e da metalurgia. Era geralmente representado como um homem de meia-idade, barbado, vestido com uma túnica sem mangas e com um gorro sobre o cabelo desgrenhado.

Eolo Editar

Deus dos ventos



ReferenciasEditar

Também no Fandom

Wikia aleatória